Nosso Review de “O Bom Dinossauro”

No último final de semana fomos até o Shopping SP Market para assistir ao novo filme da Disney: O Bom Dinossauro. Tinha muito tempo que a gente não ia no SP Market e resolveu voltar lá para conferir como estava (pois andava bem decadente). Um problema atual do Cinemark de lá é que não existe mais filme legendado, mas como para animação a Thainá não se importa, isso não fazia diferença. Lá continua sendo um Shopping muito cheio e o cinema estava bem concorrido, mas como tem muitos filmes novos, a sessão não ficou tão lotada.

Infelizmente, o som estava estourado e fazia um barulho que incomodava vindo das caixas de som do lado direito da sala. Pelo visto, não melhoraram muito por lá. Os braços das poltronas também não levantavam. Os nossos lugares estavam bons, pois ficamos nas poltronas J7 e J8 e a fileira J é aquela que tem mais espaço entre as pernas, então recomendo essa fileira, apesar de não recomendar a sala 5, que era beeem zoada.

O Bom Dinossauro – Sem Spoiler185933.jpg-c_640_360_x-f_jpg-q_x-xxyxx

Não vamos dar Spoiler do filme, não tem muita necessidade e podemos fazer uma análise sem entregar o ouro.

Como bom filme Pixar, começa com um curta, que apesar de muito bem feito, nós não curtimos muito. É uma grande homenagem do diretor para o seu pai e sua cultura, mas não achei nada muito diferente, o “Lava”, curta do “Divertida Mente” é bem mais interessante e me emocionou muito mais! Entretanto, o que vai concorrer ao Oscar é o “Os heróis de Sanjay”

O Bom Dinossauro mostra o mundo se o meteoro tivesse errado a Terra e os dinossauros continuassem a viver.Ele  Tenta mostrar um pouco da evolução dos dinossauros na Terra e como viveriam com humanos primitivos, brincando com essa inversão de papel, entre o humano subdesenvolvido e tornando-se um tipo de cachorro para os dinossauros, e o dinossauro humanizado. 

O filme é bem legal, mas com muitos the-lion-king-postelementos fazendo referência ao Rei Leão, tentando trazer uma carga dramática maior para o longa.

A jornada de Arlo e Spot se desenrola mostrando o crescimento e a evolução de ambos, buscando auto-conhecimento para deixar sua marca no mundo, além de claro, linkando a importância da amizade dos dois. Isso tudo, sem perder o humor.

A máxima de que filmes ‘infantis’ não deveriam ser dramáticos está indo por água-abaixo com os novos filmes da Disney-Pixar. E eles vem fazendo isso muito bem! O Bom Dinossauro não é melhor que Divertida Mente, mas está em um nível bom.

Arlo não é um personagem tão carismático quanto foi  Simba, do Rei Leão, o crescimento e a jornada dele são muito mais curtos, com ele precisando se encontrar de uma forma muito mais rápida. Faltou um pouco mais de importância para o personagem, a motivação dele é muito pequena e acaba tirando um pouco da profundidade do filme, não é uma jornada épica!

Saímos do cinema satisfeitos, a animação é muito bonita e muito bem feita, talvez com uma pequena sensação de quero mais. Em alguns momentos, nossos olhos se encheram de lágrimas e fomos levados pela emoção do filme, mas ficou faltando algo. No final de sua jornada, ele não conseguira cumprir o objetivo, essa foi a sensação.

Opinião dela

Como toda boa animação que leva o nome da Disney, é uma graça! Cheia de Ester Eggs (confira os que apareceram aqui), muito bem feita e cheia de emoção! Como o Bruno disse, todo o enredo do filme lembra muito “o rei leão”, e esse é um dos fatores pelo qual o filme tem sido muito criticado. Por causa disso, é bem complicado falar dele sem linkar os dois. O filme demorou muito mais do que o planejado para ser feito, e a trama ficou um pouco sem profundidade. É um filme que vai te emocionar, vai ser bem agradável de assistir, mas não espere sair do cinema surpreendido como foi em Divertida Mente. Apaixone-se pelos seus personagens mas não busque muitas mensagens por detrás da trama. 

em buscado vale encantadoÉ engraçado notar também que o filme segue um roteiro muito parecido com “Em busca do vale encantado”, um filme da minha infância que eu era apaixonada, assisti 500 vezes! É um dinossauro filhote (Inclusive da mesma espécie – Apatosaurus – Provavelmente pelo fato deles serem gigantes gentis) em uma jornada para sua casa, superando desafios pelo caminho e fazendo novos amigos, além de existir também, um drama familiar. Ele se passa na época dos dinossauros, sem interação com humanos. Mas a semelhança de roteiro faz com que O Bom Dinossauro perca  originalidade.

Os personagens secundários, embora trabalhados de forma interessante, não são marcantes. O filme desenrolaria da mesma forma se não houvesse eles. Em alguns momentos você pensa “Mas foi só isso? O personagem não vai voltar?”.

Embora o filme foque muito em Arlo,  acredito que a grande estrela seja Spot, o humano de estimação. Ele é sem dúvida mais envolvente que o protagonista!

Para finalizar, não tenho o que reclamar do filme. É uma animação bem feita e com uma história interessante (básica e sem profundidade, mas interessante). Não tenho porque criticá-lo por ter trama parecida com outros, pois no fim, ele me emocionou do mesmo jeito, e é isso que espero de um filme, que ele me toque de alguma forma!

Nota do Filme: [usr 3.8]

Nota do Cinemark SP Market: [usr 2.0]

Comentar via Facebook.

Comentário(s)

About casal9

Atualmente, moramos em São Paulo e vamos explorar juntos o que essa e outras cidades tem de melhor para oferecer! Dividiremos também nossos momentos de viagens, hobbies e dicas e opiniões sinceras sobre as coisas que gostamos e vivenciamos!