Fátima e Bonner, Brad e Angelina. É o fim do Amor?

Muito se falou essa semana sobre o fim do casamento da Fátima e Bonner, de Brad Pitt e Angelina Jolie. Tido como casamentos estáveis e felizes, levaram muita gente a desacreditar no amor e achar que, se nem eles ficam juntos, com dinheiro, sucesso e estabilidade, porque os pobres mortais conseguiriam o tal Amor? Seria mesmo o fim do Amor?

coracaoA verdade é que ainda nos espelhamos muito em celebridades e sua aparência. Tanto a aparência física como a de sua carreira e casamento, mas no fundo, ninguém além deles sabe realmente o que acontece dentro de casa. Todos temos nossas lutas particulares, nossas dificuldades. Nós mesmos tentamos mostrar aos outros algo que não temos, uma estabilidade que não existe. Você provavelmente tem um amigo que você sabe que vive cheio de problemas, que pode faltar grana, que briga todo dia com a esposa, que está totalmente depressivo e ainda assim, coloca aquela foto com a esposa sorridente no Facebook e usando: #amomuito #felicidadeeterna.

Por que então quando chega o final do relacionamento desse seu amigo, você não deixa de acreditar no amor?

A resposta aqui é fácil, porque você está próximo, você viu acontecer. Eles poderiam não estampar capas de revistas, mas estampavam uma linha do tempo feliz, e ainda assim, você sabia que a coisa não ia bem.

Mas porque em vez da gente desacreditar no amor, não entendemos o fim desses relacionamentos como o começo do amor próprio? Afinal, melhor viver sozinho do que estar ao lado de alguém que não te faz bem. E não é de hoje que se fala que para conseguir amar alguém, você deve saber amar a si mesmo!

Além disso, porque você acredita no amor dos outros, mas não acredita no seu?

Ninguém nunca vai ser mais confiável do que nós mesmos. Então, se é para acreditar em um amor, acredite em você! Não veja o fim de relacionamentos de celebridades como o fim das esperanças, porque cada um vive uma realidade. Invista no seu próprio amor, nas coisas que você acredita!

Eu acredito no meu amor! 

Os astros podem conspirar para momentos turbulentos em relacionamentos. Mas o que não está bom, deveria acabar mesmo. Só não deixe que isso mexa com você. Continue acreditando no que você pode fazer pelo amor, no que você está disposto a dedicar, a se doar, seja para si mesmo ou para outra pessoa. Também não acredite que você depende de alguém para ser feliz, a primeira dica sempre é: Seja feliz com o que você tem! Não chore pelo que não tem. Concorda que a vida toma um rumo mais otimista se a gente parar para se dedicar ao que já temos? E quando estamos bem, as coisas fluem!

Eu tive a sorte de ter um relacionamento que me completa, que me faz bem, e que apesar dessas ondas de térmico, vai muito bem obrigada! Não deixei de acreditar no amor, porque aqui o amor ainda é forte.

Mas foi sempre assim? Não! Claro que não! Quebrei a cara muitas vezes, tive términos doloridos, fui enganada, traída, passei por alto e baixos, cheguei até a me questionar sim, se o Amor, aquele de novela, se de fato existia. Demorei, mas encontrei!

E acredite, a nossa história daria outra novela! É aquele Amor que viveu 6 anos à distância, com 650 km que nos separavam, que resistiu a diferença de idade, a alguns desentendimentos que quase acabaram com tudo. Mas cá estamos! Perto dos 8 anos de namoro, hoje na mesma cidade e sim, vivendo aquele amor de novela que eu já nem acreditava que existia!

Então sejam fortes! Não é o fim do amor! Ele ainda existe e estamos cercados por ele! Olhem para seus corações e antes de mais nada, acreditem em si! Qualquer relacionamento que exista Amor e respeito, vai sim virar história de cinema! Um beijo no coração! E uma foto nossa onde a felicidade estampada, é real!

27-one-world

Comentar via Facebook.

Comentário(s)

About Thainá

Ela é Designer de Jóias e paulistana, apaixonada por cinema, séries, jogos, chocolate (especialmente chocolate), viajar e animais (principalmente gatos).